segunda-feira, 16 de novembro de 2009

Eu estou em você e você esta em mim

Entender isso como um fato pode ajudar em muitas situações na vida.
Uma delas é em relação à aprendizagem. Veja essa frase : “O que foi aprendido é aquilo que fica quando se esquece o que foi ensinado”. Portanto, a informação recebida foi assimilada e transformada em conhecimento próprio. Este conhecimento próprio é o que foi aprendido, é o que ficou da informação recebida. Logo a informação está naquele que aprendeu e dela ele fará proveito.
Outra situação, e talvez a mais importante, é o caso das pessoas que ficam “vivas” em outras. A grande “sacada” numa relação entre pessoas é que, a cada contato, uma deixa um pouco de si na outra. Logo cada pessoa deixa de ser o que era antes do contato. É possível dizer que : “Eu estou em você e você está em mim”. Tudo o que é construído numa relação tem a participação das pessoas envolvidas, é uma interação dinâmica. O resultado não é uma das idéias individuais, mas sim a ideia resultante do consenso (*). Entender dessa forma ajuda a ter mais momentos de alegria e a diminuir estados de angústia e de preocupação. Para complementar de uma forma agradável o que foi escrito, dois vídeos estão presentes neste post. O primeiro é um vídeo publicitário do portal Terra. O segundo é um vídeo da música “I´m in You (Eu estou em Você)” de Peter Frampton. Vale assisti-los ! Faça a interação dos vídeos com o texto e você não será mais o mesmo !
(*) Para quem aprecia matemática, este é um caso de vetor resultante. Música : I´m in You (letra)

41 Comentários:

Serenissima disse...

Um texto de pura sensibilidade.
Lembrei de uma frase que durante muito tempo ecoou em mim: "Você vive em mim".

E a saudade é essa narca indelével do que fica do outro em nós.

Parabéns, professor!

Abraço carinhoso,
Serenissima

Ebrael Shaddai disse...

Nelson, bom dia!!

Há casos realmente emblemáticos, em que pessoas vivem quase uma simbiose. Claro, apenas uma hipérbole (apenas??), mas ajuda a entender bem. A palavra certa seria, entrosamento, sintonia fina.

Mas é por isso que a vida social é essencial ao ser humano. É assim que ele evolui, qdo recebe do outro o que ele procura ou necessita em termos de conhecimento e sentimonetos.

Ótimo dia e abraços!!

ProfessorNelsonMS disse...

Ebrael

Eu estava, há algum tempo, para falar sobre esse tema. Eu o acho importante para que seja possível entender algumas situações na vida e sentia a necessidade de fazer um post. A oportunidade chegou e eu fiz.

Os alcances são muitos. Primeiro escrevi sobre o tema na aprendizagem e, depois, abordei o tema nas relações interpessoais. No caso das relações, essa ideia é válida para qualquer tipo : pais e filhos, para os apaixonados, professores e alunos, amigos e assim por diante.

Você citou casos emblemáticos e isso realmente ocorre, inclusive com a intensidade que você fez referência.

Obrigado pela participação e pelo comentário que ajudou muito na abordagem do tema.

Um abraço.

Nelson

S. Levy Lima disse...

Acho muito interessante essa interacção do texto e dos videos.
as relações pessoais são caso-a-caso. é impossível abranger todo o tipo de ligação de um modo simples, mas acontece que aquilo que diz é verdadeiro e sensível.

"cada um deixa de si um pouco, no outro"...

parabéns.
abraços

ProfessorNelsonMS disse...

Sereníssima

A frase que você citou e a que compõe o título do post são frases que realmente representam sentimentos e conhecimentos que considero muito importantes para poder ter, na vida, mais momentos de felicidade.

Os casos em que ocorre perda nas relações, que são casos que em algumas sociedades as pessoas não sabem lidar bem com a situação, ter esse conhecimento é um atenuante para a dor.Seja essa quebra numa relação amorosa ou de amizade ou a perda de um ente querido. Você citou a saudade, mas se entendermos que a pessoa em questão está "viva" em nós, o fato de podermos sentir essa "vida" passa a diminuir a dor que sentimos.

Agradeço pela participação que enriqueceu o estudo do tema.

Um abraço.

Nelson

Claudinha disse...

Infelizmente não posso assistir os vídeos, mas quero te dizer que eu sou a soma de minhas experiências, experiências que passaram por você, meu vizinho, o amigo, família...
Fica um pouco de todo mundo na gente. Se não fosse assim, valeria a pena viver?
Bjão!

Sonia Regly disse...

Um texto puro,simples e lindo!! Cada pessoa que passa por nós ,deixa um pouquinho deles e leva um pouco de nós. Precisamos das pessoas e desse entrosamento.Obrigada por indicar.Simplesmente maravilhoso!!! Se vc autorizar, divulgo lá no Compartilhando as Letras e coloco os c´reditos para cá.Parabéns pelo excelente trabalho!!

Nanda Botelho disse...

Gostei muito dessa ideia de ilustrar texto com música! Os dois exemplos complementam visualmente o que vc quis dizer com palavras.

Tem uma poesia que publiquei no Norte esta semana que parece com isso chama-se Misturado, e fala um pouco dessa junção e ao mesmo tempo separação que existe em nós humanos.
Se quiser dar uma olhada:

http://desnortear-se.blogspot.com/2009/11/misturado.html

Acho que aprendizado é isso mesmo um pouco de cada um fica; somando em quem a gente vai se tornando.

Abraços!

Professora Ismaelita disse...

ola colega, professor !
Um excelente post, sabemos de tudo que transmitimos de conhecimento para os alunos somente uma pequena parte é assimilada. Como sou de geografia e tenho muitas deficiencias em matemática digo'' Quando estou em você e você esta em mim ocupamos o mesmo espaço estamos interligados em sintonia, a paz!

Marco A. disse...

Olá Prof Nelson, é a mais pura verdade o fato de que a interação realmente só vem a enriquecer. Cada um em sua singularidade deixa um no mínimo um traço no outro e vice-versa. A junção video-texto foi muito bem colocada, e sem querer falar "difícil" (a mim também) lembra um pouco a Teoria da Ação Comunicativa do Habermas; depois se puder veja este link em PDF da Scielo Brasil:

http://www.scielo.br/pdf/es/v20n66/v20n66a6.pdf

Muito bom, abraços Marco
PS: O video do Frampton deu saudade...

Rosana Madjarof disse...

Nelson,

Muito bom o seu texto, pois muitas vezes as pessoas conseguem aprender o que lhes foi ensinado, mas não conseguem apreender o que lhes foi ensinado.

Deve-se, portanto, aprender e apreender.

Você pode espelhar-se no outro sim, desde que consiga manter sua indivualidade, sem viver a vida do outro, esquecendo-se de viver a sua própria vida.

Esse vídeo é lindo, e Peter Frampton cantando I'm in You é um momento mágico, inesquecível mesmo.

Adorei!

Bjs.

Rosana.

João Poeta disse...

Somos um pouquinho de todos, e um pouquinho de tudo que se relaciona com a nossa vida. "Nada será como antes". A vida vai nos moldando a cada momento.
Abraços
João

JORNALISMO ANTENADO disse...

Olá Nelson, prazer vir comentar em seu post, ainda mais em um de tão grande sensibilidade. Sou do partido que cada pessoa que passa pela nossa vida ,deixa eu pouco de sí e carrega um pouco de nós . Seria tão bom se conseguissemos manter a sintonia sempre com as pessoas, independente do grau de relacionamento, mas considero isso uma utopia infelizmente. Mas quando acontece devemos cuidar para que esse sentimento não se perca .
Lindo post. Beijos

blogdacomentarista disse...

Oi Nelson, maravilha de texto, pena que não pude ver o vídeo... Mas o tema é ínteressantíssimo. Ás vezes não temos a verdadeira noção de como o processo de um interfere no processo dos outros. Algumas pessoas tem essa visão. Quando um ser-humano sofre uma injustiça, é como se todos nós tivéssemos sido injustiçados também. Mas para podermos conceber completamente a sua cada grande "sacada", temos que fazer contatos plenos nos relacionamentos. A nossa correria diária favorece contatos superficiais. Quantas vezes falamos com as pessoas, preocupados com problemas pessoais, respondendo com monossílabos, prontos para fugir dali o quanto antes? Nesse caso não conseguimos fazer contato e a idéia do "eu estou em você e você está em mim" simplesmente se perdeu. Mas a medida que estreitamos os nossos laços de amor e amizade com nossos semelhantes, e passamos verdadeiramente a enxergar e escutar os outros, a troca se concretiza, e saímos destes relacionamentos enriquecidos. Então essa grande "sacada" se realiza plenamente. E a convivência social se torna prazerosa e fator contínuo de aprendizado e amadurecimento para todos os envolvidos. Simplesmente adorei seu post e essa reflexão que ele me levou a fazer! Desculpe se exagerei, tá? Não deixe de me chamar... Abs Denize

ProfessorNelsonMS disse...

@Denize (blogdacomentarista)

Não se preocupe, pois não houve exagero, o que houve foi uma importante colaboração através do seu comentário.Nele você defendeu a forma de relação ideal, forma que traria mais benefícios para o bem comum. Eu concordo contigo e tenho espectativas de uma mudança para uma situação melhor, pois, afinal, a vida é uma escola.

Agradeço pela participação.

Um abraço.

Nelson

ProfessorNelsonMS disse...

@Sara

Realmente a interação de textos e imagens facilita a compreensão da mensagem.

Agradeço pela participação.

Um abraço.

Nelson

ProfessorNelsonMS disse...

@Claudinha

Realmente a vida é uma escola.

Agradeço pela participação.

Um abraço.

Nelson

ProfessorNelsonMS disse...

@Sonia

Considero as relações interpessoais como fenômenos de interação com importantes lições para todos.

Pode fazer a repostagem deste post no Compartilhando as Letras.

Agradeço pela participação.

Um abraço.

Nelson

ProfessorNelsonMS disse...

@Nanda

Fui conhecer a sua poesia. Ela é profunda e a essência dela se "mistura" com a essência do tema abordado aqui.

Já é a segunda vez, em pouco tempo, que mostramos estarmos em sintonia fina.

Agradeço pela importante colaboração que deste ao post.

Um abraço.

Nelson

ProfessorNelsonMS disse...

@Isma, cara colega

As imagens do primeiro vídeo mostram, com muita clareza, essa fabulosa interação.

Agradeço pela participação e pela colaboração.

Um abraço.

Nelson

ProfessorNelsonMS disse...

@Marcos A.

O retorno aos nossos contatos não poderia ter sido melhor. Você nos deu uma valorosa colaboração com a citação da Teoria da Ação Comunicativa. Confesso que eu não a conhecia, mas veja que conjuguei o verbo conhecer no passado, pois fui consultar o link que você indicou e fiz outras pesquisas. A forma que, na maioria das vezes, eu procuro abordar os temas no blog e na sala de aula, tem semelhança com o que Habermas chama de Racionalidade Comunicativa. Você tem razão.

Quanto a música, eu lembro quando comprei o meu primeiro disco do Peter Frampton, um compacto com 4 músicas. Eu era um adolescente na época. A música no post, I´m in you, é linda, realmente dá saudade.

Agradeço pela colaboração, foi um grande prazer estar novamente em contato contigo.

Um abraço.

Nelson

ProfessorNelsonMS disse...

@Rosana Madjarof

Eu entendo que "estar vivo um no outro" pode e deve ocorrer com a manutenção da individualidade. Aliás, correndo o risco de parecer pragmático, embora eu não me considere como tal, digo que não é natural a anulação da individualidade, matemáticamente é impossível, este vetor não pode ser zero (corro o risco de parecer pragmático, mas não perco a oportunidade de fazer essa bela relação entre matemática e relações interpessoais).

Muito obrigado pelo valoroso comentário que me deu oportunidade de discorrer enfocando a relação ciência e vida.

Um abraço.

Nelson

ProfessorNelsonMS disse...

@João, caro poeta

Suas palavras nos mostram uma bela imagem : "A vida vai nos moldando a cada momento". Além disso, elas estão em consonância com uma sábia frase de Heráclito : "Nada é constante no mundo, exceto sua constante transformação."

Agradeço pela importante contribuição.

Um abraço.

Nelson

ProfessorNelsonMS disse...

@Márcia (Jornalismo Antenado)

Seria muito bom se todos os relacionamentos harmoniosos assim continuassem, mas não somos perfeitos, nós estamos em fase de aprendizagem.Mas o importante, no estágio que nos encontramos, é que as pessoas ficam "vivas" umas nas outras.

Agradeço pela participação.

Um abraço.

Nelson

Claudine Ribeiro G. Netto disse...

Olá amigo proferssor Nelson, cada pessoa aprende um pouco com outras, cada uma tem seu modo de assimilação, enriquecendo uns aos outros, seja nos estudos com os professores, os amigos, na igreja e com a família.

Um abraço e belo post.

ProfessorNelsonMS disse...

Claudine

Você exemplificou bem, as interações são oportunidades de aprendizado e não há restrição de contexto.

Agradeço pela participação.

Um abraço.

Nelson

Antonio Regly disse...

Nelson,

Os videos e o seu texto falam por si só. Muito oportuno, tocante e muita sensibilidade. É tão profundo que um sorriso, um gesto, uma palavra ou outra "marca" qualquer que deixarmos pode mudar tanta coisa: para melhor ou para pior, dependendo das circunstâncias. Que saibamos escolher as que contribua para mudar para melhor.
Perceber o outro torna o nosso dia-a-dia mais leve, mais humano.

Obrigado por nos presentear com tão bela postagem.

Abraço do amigo,

Antonio

ProfessorNelsonMS disse...

Antonio

O seu comentário aborda um ponto importante : a responsabilidade que temos por nossos atos, já que eles podem deixar "marcas" positivas ou negativas.

Agradeço pela participação e pela colaboração na abordagem do tema.

Um abraço.

Nelson

Sissym disse...

Nelson, eu sou observadora, mesmo que seja algumas vezes falante. Eu procuro assimilar os conteúdos e processo tudo. Eu prefiro o que sou hoje do que ontem, o tempo é um somatório do que pude aprender e aplicar na vida. Espero poder contribuir significativamente para outras pessoas, que a minha palavra tenha valor construtivo, assim como eu pude receber de outros.

Sds.

ProfessorNelsonMS disse...

Sissym

Estar "vivo" em alguém de forma positiva é o resultado do melhor uso das interações interpessoais. A questão é que vivemos num mundo de verdades relativas , às vezes, o que consideramos como um acontecimento desagradável, mais à frente, com mais reflexão e experiência, poderemos classificá-lo como um acontecimento positivo. Não defendo que a aprendizagem na vida ocorra à base de sofrimento, mas os fatos mostram que muitas vezes aprendemos dessa forma.

Agradeço pela valorosa colaboração.

Um abraço.

Nelson

Victor S. Gomez disse...

Em toda relação tem de haver troca, cada um se doa um pouco, para que todos se beneficiem. O respeito ao outro é muito importante em qualquer relacionamento. Abraços

Marcus Aragão disse...

Nelson,

Parabéns pelo artigo. Com certeza você deixou um pouco de você em todos nós! O texto em conjunto com os vídeo ficou sensacional.

Abraços,
Marcus aragão

ProfessorNelsonMS disse...

Marcus

Alegro-me por ler seu comentário.

Grato pela participação.

Um abraço.

Nelson

Fernanda disse...

Oi !

Seu blog é bem bacana, e eu já lí matérias bem legais aqui, parabéns !
Você faz parte do diHITT né ? Pois é, eu estava vendo outras redes sociais, como o Rec6, o Linkto, o Linkk, e aí achei um novo, muito legal, que acho que vai ajudar você á divulgar ainda mais seu ótimo blog.
O nome do site é PC Chip, o link dele é http://www.pcchip.com.br

Acho que você vai gostar, viu !

E mais uma vez, parabéns pelo blog, tá bem legal, adoro !

Beijo !

Fernanda

ProfessorNelsonMS disse...

Fernanda

Vou reservar um tempo para conhecer mais detalhes do sipe que você indicou.

Agradeço pelas palavras gentis e pelas informações.

Um abraço.

Nelson

Claudine Ribeiro G. Netto disse...

Olá amigo Nelson, excelente texto. Realmente os alunos que prestam um pouco de atenção assimilam bem as matérias, acho que é por isso que todo vestibular que faço passo. Em relação a interação social, cada pessoa que passa pela nossa vida, mesmo as virtuais deixam um pouco delas em nós, por isso é muito importante interagir socialmente, conhecer pessoas, seus pontos de vista perante a vida.

Um abraço.

PedroEninha disse...

Exceto em GITA "(...) Mas saiba que eu estou em você
Mas você não está em mim(...) " mas aqui é outra história :)

Pois bem Professor ,concordo com a sua reflexão . Perceber isso é um grande passo para relações saudável madura e
tolerante, no sentido real e desejável .
Gostei muito do seu blog.
Eninha

ProfessorNelsonMS disse...

@Claudine

Realmente cada interação nos deixa uma marca.

Agradeço pela participação.

Um abraço.

Nelson

ProfessorNelsonMS disse...

@Eninha

O trabalho que realizo em Educação tem o seguinte objetivo : "Tratamento da Informação para um Mundo mais Humano". É a busca por despertar consciências, inclusive a minha.

Agradeço pelas palavras gentis e pela participação.

Um abraço.

Nelson

jlms disse...

Jorge Silva

Fiquei muito satisfeito com o trabalho que foi efetuado neste blog, onde o ensinamento e bem amplo e contem interatividade. Vleu a pena as horas que voce passou montando todo este trabalho.Um forte abraco e que continue a ser inspirado a construir bem mais.

ProfessorNelsonMS disse...

Jorge

De tudo na vida eu tiro lições, procuro não perder esse tipo de oportunidade. Cada instante da minha vida eu tenho que torná-lo válido, não só para mim, mas, também, para quem mais quiser.

Agradeço pelas palavras e pela participação que possibilitou, a mim, tecer esse pequeno comentário.

Um abraço.

Nelson

ESCREVA-NOS UMA MENSAGEM POR E-MAIL !
Mensagem para Blog Info

  ©Template Blogger Elegance by Dicas Blogger.

TOPO